Skip to main content
espanhol
  • Resources
  • Noticías sobre Finanças

Open Finance e Cibersegurança

Open Finance e Cibersegurança são temas em foco atualmente e estão intrinsecamente relacionados à abertura de dados financeiros, que facilitam o acesso aos serviços de transações financeiras. À medida que as tecnologias digitais avançam, novos desafios de segurança cibernética precisam ser adotados pelas empresas para garantir a segurança dos dados de seus clientes.

imagem cibersegurança

Open Finance e Cibersegurança são temas em foco atualmente e estão intrinsecamente relacionados à abertura de dados financeiros, que facilitam o acesso aos serviços de transações financeiras. À medida que as tecnologias digitais avançam, novos desafios de segurança cibernética precisam ser adotados pelas empresas para garantir a segurança dos dados de seus clientes.
Abaixo seguem os principais assuntos em pauta:

Proteção de Dados Financeiros: Com o Open Finance, os consumidores têm maior acesso e controle sobre seus dados financeiros. Isso significa que as organizações que gerenciam esses dados precisam garantir uma proteção rigorosa para evitar vazamentos e violações de dados.

imagem cibersegurança

Gerenciamento de Identidade e Acesso: O Open Finance envolve a autenticação e a autorização de usuários para acessar informações financeiras e serviços. A cibersegurança desempenha um papel fundamental na implementação de sistemas de gerenciamento de identidade e acesso seguros.

Prevenção de Fraudes: Com maior abertura de dados financeiros, os criminosos têm mais oportunidades de realizar ataques de fraude, como apropriação indevida de contas. Portanto, as medidas de prevenção de fraudes e a detecção de atividades suspeitas são críticas.

Resposta a Incidentes: As organizações que participam do Open Finance precisam ter planos de resposta a incidentes bem definidos para lidar com violações de segurança ou incidentes cibernéticos. Isso inclui ações para conter a ameaça, investigar a violação e notificar as partes afetadas.

Auditoria e Conformidade: A cibersegurança desempenha um papel importante na garantia de que as organizações estejam em conformidade com regulamentações de proteção de dados, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Isso envolve o monitoramento de acessos, a proteção de dados pessoais e a documentação adequada das atividades relacionadas à segurança.

Segurança de APIs: O Open Finance depende da exposição controlada de dados financeiros por meio de APIs. Garantir a segurança dessas interfaces é crítico para evitar que invasores acessem dados sensíveis.

Treinamento em Conscientização em Segurança: Os funcionários e os usuários do Open Finance precisam ser educados sobre boas práticas de segurança cibernética. A conscientização em segurança é fundamental para evitar ataques de phishing e outras ameaças baseadas em engenharia social.

Testes de Penetração e Avaliações de Segurança: As organizações envolvidas no Open Finance devem realizar testes regulares de penetração e avaliações de segurança para identificar vulnerabilidades e fraquezas em seus sistemas e aplicativos.

Parcerias de Segurança Cibernética: À medida que o Open Finance envolve a colaboração entre diferentes entidades, estabelecer parcerias e acordos de compartilhamento de informações sobre ameaças cibernéticas é importante para a proteção coletiva contra ameaças.

Open Finance, portanto, oferece muitas oportunidades, mas também introduz riscos de segurança cibernética significativos. Por isso, as organizações que participam desse ecossistema devem priorizar a cibersegurança (a estimativa em 2023 é de ultrapassar mais de 10 bilhões de dólares em investimentos) e adotar medidas abrangentes para proteger os dados financeiros dos consumidores e garantir a confiabilidade e a segurança de seus serviços.